icon consulta       icon certificado

         ico social facebook
ico social instagram

Plano de Negócios

Gilson José Rodrigues*

 

Quando alguém decide abrir um novo negócio, por menor que ele seja, é conveniente estar preparado para enfrentar certos trajetos, talvez até indigestos. Imprevistos de percurso, desvio de rumo ou queda ao tentar ultrapassar alguns obstáculos pode ser fatal para o resultado ou até mesmo comprometê-lo seriamente.

O desejo de abrir o seu próprio negócio não é sonho de alguns. No entanto, na maioria das vezes, o sonho pretendido dura menos tempo, em razão do índice de mortalidade das empresas nascentes. Abrir um negócio ou melhor uma empresa nunca foi tão fácil assim. E, continuar com ela ativa, em funcionamento exige esforços e desafios maiores.

Até pouco tempo, poucos produtos ou serviços, eram disputados no mercado, se comparados ao número de consumidores, existia mais demanda do que oferta. E desse jeito, era mais fácil colocar produtos neste mesmo mercado e maiores as chances de sucesso. Já neste mundo atual, Globalizado, muitas mudanças ocorreram tornando o mercado muito mais competitivo. Entre as transformações existentes, citamos a inovação tecnológica, exemplo, a criação dos chips e a popularização da informática, o crescente aumento da expectativa de vida do ser humano, entre várias outras questões.

Essas evoluções, provocaram mudanças sociais e econômicas no mundo Globalizado como um todo. A capacidade produtiva no mundo dos negócios/empresas, em especial nas regiões desenvolvidas, evoluiu de tal forma que o mercado ficou reduzido. Torna-se necessário a busca de novas oportunidades em novos países consumidores.

No entanto, infelizmente, o Brasil acordou um pouco tarde para tudo isto, através dos processos de abertura de novos negócios, regido por uma série de leis e burocracias.

Já nos anos 90, o Brasil abriu as portas para o mercado internacional. Suas consequências foram imediatas, produtos importados, e indústrias despreparadas, com o custo muito alto e baixa produtividade, muitas delas, encerraram suas atividades. Com isso, em consequência aumentou o desemprego no País.

No entanto, não se pode dizer que este é o único motivo para o aumento do desemprego. Outros fatores, também colaboraram para a redução de postos de trabalho. Entre eles podemos também elencar a tecnologia, a microbiologia, e por sua vez também as mudanças sociais que levaram a mulher ao mercado de trabalho.

Com as mudanças sociais acontecidas, a mulher, ela está mais presente em todas as áreas dos mercados de trabalho com toda a sua competência.

Considerados tudo isso, podemos tomar como conclusão que estas mudanças, também proporcionaram ganhos para nós consumidores, no geral, entretanto também, acabaram por criar um problema social: o desemprego. Assim, fica, para todos nós, a pergunta: que destino poderá ter essa crescente massa de desempregados?

Muitos, possivelmente, irão criar um novo negócio.

Preparar-se para isto é fundamental, pois com toda a certeza aumenta suas chances de sucesso.

Muitos dos demitidos irão buscar novos empregos, no mesmo ramo ou conhecimento, na mesma área ou em áreas diferentes. Outros acabarão por decidir atuar como autônomos, ou, montar seus próprios negócios, associar-se, aos já atuantes no mercado, etc.

Mudanças sempre estarão por aí. Toda mudança gera crise e as crises trazem oportunidades e ameaças.

Por mais que as mudanças tornem a situação um pouco mais difícil ou complexa, a verdade é que existirão sempre alternativas de novas ocupações e geração de renda a todos que quiserem empreender por conta própria.

Muitos se aproveitarão da onda e irão desenvolver outras formas de trabalho. Os tipos de atividades poderão ser as mais variadas, como também riscos e desafios existirão.

Sempre será fundamental uma análise crítica e também um pouco de criatividade, para encontrar-se em uma nova atividade e geração de renda.

 

gilson

*Gilson José Rodrigues

Graduado em Economia, pós-graduado em Gestão Estratégica em Finanças. Atuou como funcionário da Caixa Econômica Federal, chegando à gerência, além de consultor, palestrante e analista do Sebrae.

logo elos

Clínica de Empresas Elos

Av. Barão do Rio Branco 2872, sala 1409, centro, Juiz de Fora, MG

Contato: (32) 98834-5421

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 
©2011 - CDL Juiz de Fora - Câmara de Dirigentes Lojistas de Juiz de Fora - Minas Gerais
Sede: Rua Halfeld, 414 , 3º andar - Centro - Juiz de Fora - MG - 36010-900 / Telefone: (32) 3249-2800


Jazz Criações - Criação de Websites