icon consulta       icon certificado

         ico social facebook
ico social instagram

Plano de Negócios

Gilson José Rodrigues*

 

Quando alguém decide abrir um novo negócio, por menor que ele seja, é conveniente estar preparado para enfrentar certos trajetos, talvez até indigestos. Imprevistos de percurso, desvio de rumo ou queda ao tentar ultrapassar alguns obstáculos pode ser fatal para o resultado ou até mesmo comprometê-lo seriamente.

O desejo de abrir o seu próprio negócio não é sonho de alguns. No entanto, na maioria das vezes, o sonho pretendido dura menos tempo, em razão do índice de mortalidade das empresas nascentes. Abrir um negócio ou melhor uma empresa nunca foi tão fácil assim. E, continuar com ela ativa, em funcionamento exige esforços e desafios maiores.

Até pouco tempo, poucos produtos ou serviços, eram disputados no mercado, se comparados ao número de consumidores, existia mais demanda do que oferta. E desse jeito, era mais fácil colocar produtos neste mesmo mercado e maiores as chances de sucesso. Já neste mundo atual, Globalizado, muitas mudanças ocorreram tornando o mercado muito mais competitivo. Entre as transformações existentes, citamos a inovação tecnológica, exemplo, a criação dos chips e a popularização da informática, o crescente aumento da expectativa de vida do ser humano, entre várias outras questões.

Essas evoluções, provocaram mudanças sociais e econômicas no mundo Globalizado como um todo. A capacidade produtiva no mundo dos negócios/empresas, em especial nas regiões desenvolvidas, evoluiu de tal forma que o mercado ficou reduzido. Torna-se necessário a busca de novas oportunidades em novos países consumidores.

No entanto, infelizmente, o Brasil acordou um pouco tarde para tudo isto, através dos processos de abertura de novos negócios, regido por uma série de leis e burocracias.

Já nos anos 90, o Brasil abriu as portas para o mercado internacional. Suas consequências foram imediatas, produtos importados, e indústrias despreparadas, com o custo muito alto e baixa produtividade, muitas delas, encerraram suas atividades. Com isso, em consequência aumentou o desemprego no País.

No entanto, não se pode dizer que este é o único motivo para o aumento do desemprego. Outros fatores, também colaboraram para a redução de postos de trabalho. Entre eles podemos também elencar a tecnologia, a microbiologia, e por sua vez também as mudanças sociais que levaram a mulher ao mercado de trabalho.

Com as mudanças sociais acontecidas, a mulher, ela está mais presente em todas as áreas dos mercados de trabalho com toda a sua competência.

Considerados tudo isso, podemos tomar como conclusão que estas mudanças, também proporcionaram ganhos para nós consumidores, no geral, entretanto também, acabaram por criar um problema social: o desemprego. Assim, fica, para todos nós, a pergunta: que destino poderá ter essa crescente massa de desempregados?

Muitos, possivelmente, irão criar um novo negócio.

Preparar-se para isto é fundamental, pois com toda a certeza aumenta suas chances de sucesso.

Muitos dos demitidos irão buscar novos empregos, no mesmo ramo ou conhecimento, na mesma área ou em áreas diferentes. Outros acabarão por decidir atuar como autônomos, ou, montar seus próprios negócios, associar-se, aos já atuantes no mercado, etc.

Mudanças sempre estarão por aí. Toda mudança gera crise e as crises trazem oportunidades e ameaças.

Por mais que as mudanças tornem a situação um pouco mais difícil ou complexa, a verdade é que existirão sempre alternativas de novas ocupações e geração de renda a todos que quiserem empreender por conta própria.

Muitos se aproveitarão da onda e irão desenvolver outras formas de trabalho. Os tipos de atividades poderão ser as mais variadas, como também riscos e desafios existirão.

Sempre será fundamental uma análise crítica e também um pouco de criatividade, para encontrar-se em uma nova atividade e geração de renda.

 

gilson

*Gilson José Rodrigues

Graduado em Economia, pós-graduado em Gestão Estratégica em Finanças. Atuou como funcionário da Caixa Econômica Federal, chegando à gerência, além de consultor, palestrante e analista do Sebrae.

logo elos

Clínica de Empresas Elos

Av. Barão do Rio Branco 2872, sala 1409, centro, Juiz de Fora, MG

Contato: (32) 98834-5421

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Liquida Marechal

FACE ARTE LIQUIDA MARECHAL3

Evento inédito para compras, divertimento. Enfim, para toda a família.

A oportunidade é única. Não só de alavancar as vendas, mas virar uma oportunidade certeira de atração de novos clientes, fidelização dos antigos e, ainda, trabalhar a imagem da Rua Marechal Deodoro como referência em compras, lazer e muito divertimento para toda a família.

Essa é a meta do evento que a Câmara de Dirigentes Lojistas de Juiz de Fora promoverá, de 07 a 14 de outubro. Será um marco para a cidade, já que em um mesmo lugar haverá atrações para todas as idades: praça de alimentação, beertruck, música ao vivo, e muitas atividades para as crianças.

Um marco para a cidade. Uma chance providencial para se fazer bons negócios. O momento é mais que oportuno – feriado, Dias das Crianças e a reunião em um só espaço de várias atrações. 

A CDL visa sempre promover ações que fomentem diretamente a economia de Juiz de Fora. Por isso, a certeza do sucesso desta iniciativa que tem nos empresários da Marechal seus maiores aliados.

 

Gestão em tempos de crise

site

A importância da gestão em tempos de crise. Esse foi o tema do encontro do presidente da CDL/JF, Marcos Casarin, com o diretor da Saffi Consultoria – unidade Juiz de Fora, Evandro Rodrigues da Silva. Ambos apostam em ações certeiras que vão de encontro à retração econômica: planejamento, análise, controle financeiro e inovação nos processos. São importantes medidas para que a onda de pessimismo não derrube seu negócio. Eles são unânimes em afirmar que uma gestão eficiente sempre traz bons resultados. #ficaadica

 

CDL JF patrocina evento sobre desenvolvimento regional

38 forum de desenvolvimento

A CDL JF entende a importância do crescimento regional e, por isso, patrocina o “VII Fórum de Desenvolvimento de Juiz de Fora, Zona da Mata e Vertentes”. O evento acontece entre os dias 05 e 06 de outubro, no Gran Victory Hotel.

Você não pode perder!

Inscrições gratuitas em: http://agenciajfr.com.br/

05 de outubro de 2017

18h – Credenciamento

19h – Abertura oficial

19h30 – Conferência de abertura (Dr. Francisco de Assis Figueiredo – Secretário Nacional de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde)

20h30 – Visita aos stands

21h – Coquetel

06 de outubro de 2017

8h30 – Credenciamento

8h45 – Welcome coffee

9h30 – Abertura – Palavra do Presidente

9h40 – O papel da inovação na recuperação da economia da Zona da Mata Mineira (Ignácio Godinho Delgado – UFJF)

10h30 – Case Tate & Lyle Gemacom Tech (Henrique Neves)

11h10 – Indicador de atividade econômica municipal – uma avaliação para tomada de decisões (Fernando Salgueiro Perobelli – Faculdade de economia da UFJF)

11h50 – Economia circular (Adelson Dias de Souza – Votorantim Metais Unidades Brasil e Peru)

12h30 – Almoço

14h – Aproveitamento de oportunidades x planejamento – a evolução dos tempos (Nelson Junior – Grupo Bahamas)

14h40 – Gestão inovadora de pessoas (Dr. Hugo Campos Borges – Unimed JF)

15h20 – A importância das startups para o desenvolvimento regional (Wilson Caldeira – SEBRAE MG)

16h – Intervalo

16h15 – O seu mundo vai desaparecer (Mauro Carrusca – CEO da Carrusca Inovation)

17h15 – Mesa redonda: Pólo de cervejas artesanais da Zona da Mata “Cervejas especiais”

18h45 – Encerramento – Palavra do Presidente.

Fechamento das atividades do VII Fórum com degustação de cervejas especiais.

CDL Juiz de Fora marca presença no 5º JF Harley Day

menor

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Juiz de Fora, em parceria com o Santa Cruz Shopping, esteve presente na quinta edição do JF Harley Day, realizado no último final de semana, no Mirante do Morro do Cristo.

No stand montado para a divulgação do aplicativo CDL Descontos & Vantagens, a equipe ofereceu uma taça para quem baixasse o app no local. Uma iniciativa que deu certo e atraiu tanto os visitantes quanto os próprios motoqueiros.

Já no domingo, um delicioso café foi gentilmente servido pela equipe do Santa Cruz Shopping.

Comerciantes estão mais otimistas em relação às vendas do setor varejista

Segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), realizada este mês, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) registrou avaliação positiva (103,1 pontos), na contramão da instabilidade política e da crise econômica atual.

 A desaceleração da inflação e a redução do custo do crédito são fatores que impulsionaram o poder de compra das famílias, contribuindo significativamente para o aumento das vendas. O caso específico dos saques das contas inativas do FGTS atingiu pontualmente as vendas do varejo. Neste sentido, destacam-se os segmentos de móveis e eletrodomésticos, tecidos e vestuário, e materiais de construção.

De acordo com os seis mil comércios pesquisados, o desempenho de 2017 está 37,2% melhor do que o mesmo período do ano passado.

E o otimismo não para por aí. De acordo com 77% dos entrevistados, a expectativa é de que nos próximos seis meses a economia melhore ainda mais. A pesquisa da CNC mostra que existe a expectativa de aumento do volume de vendas para 1,8% em 2017, primeiro crescimento desde 2014. A estimativa de investimento nas empresas (+15,8%) e de contratações (+11,3%) mensal e anual também aumentaram.

Devido à crise e instabilidade política não se sabe como ficará a economia a longo prazo. Mas, de forma imediata, o FGTS e a retomada de vendas têm trazido otimismo para o terceiro setor.

Em Juiz de Fora, este cenário não é diferente. “Um dos fatores que tem contribuído para impulsionar as vendas neste ano é a inflação baixa e sob controle. É sabido que a inflação alta corrói o salário dos trabalhadores”, explica o superintendente da CDL Juiz de Fora, Carlos Fernandes. Para ele, “a economia tem se mantido um pouco mais descolada da crise política. Estamos numa travessia e acreditamos que o ano de 2018 será bem melhor que 2017”, acrescenta.

Fonte: http://cnc.org.br

36 aumento de vendas

Inovação, empreendedorismo e tecnologia

Juiz de Fora recebe edição itinerante da FINIT

37 finit

No dia 19 de setembro, o Olympo Centro Cultural de Eventos será palco da FINIT Tour (Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia), que acontecerá dentro do Sebrae Exchange - evento gratuito responsável por reunir empreendedores da Zona da Mata para criação de oportunidades, geração de conteúdo e compartilhamento de ideias. Para potencializar esta ação, a FINIT oferecerá uma programação dedicada à tecnologia, inovação, tendências de mercado e empreendedorismo.
O evento é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (SEDECTES), que investe para tornar o Estado o melhor lugar para empreender e inovar da América Latina.

FINIT apresenta: Campus Night em Juiz de Fora (MG)
Data: 19 de setembro de 2017
Local: Olympo Centro Cultural de Eventos - R. José Appolônio dos Reis, 130 - Aeroporto, Juiz de Fora - MG
Inscrições: https://goo.gl/yTajZJ

Continue Lendo

CDL JF apoia V JF Harley Day

A CDL Juiz de Fora apoia a quinta edição do encontro de amantes e donos da marca Harley. O V JF Harley Day está previsto para os dias 23 e 24 de setembro, no Mirante do Morro do Cristo.

21371187 1381888688527483 3046261188941213004 n

 
©2011 - CDL Juiz de Fora - Câmara de Dirigentes Lojistas de Juiz de Fora - Minas Gerais
Sede: Rua Halfeld, 414 , 3º andar - Centro - Juiz de Fora - MG - 36010-900 / Telefone: (32) 3249-2800


Jazz Criações - Criação de Websites